Carregando
prévia › 3ds 
Star Fox 64 3D
escrita por Amauri Silva Júnior
Indubitavelmente, a Big N é detentora de uma quantidade generosa de games que foram marcos em suas plataformas, sejam elas de grande sucesso, como os saudosos NES e SNES, ou de consoles que não foram exatamente campe§es de venda em suas respectivas gerações – leia-se N64 e GC. De fato, foram nos momentos mais difíceis que a gigante japonesa se ergueu para mostrar sua força, através da reinvenção de consagradas franquias de gerações anteriores, como Mario, Zelda e, do que trata este preview, Star Fox.



Sim, Star Fox é uma franquia que teve altos e baixos com os fãs. Começou no Super NES, trazendo novidades excepcionais para época. Passou pelo N64, como um dos melhores games do console, e teve duas baixas no Nintendo GameCube com os não-tão-bem-sucedidos Star Fox Adventures e Assault. Sua última aparição foi em Star Fox Comand, para o guerreiro Nintendo DS, em 2006. Desde então, os fãs clamam por um retorno triunfal de Fox McCloud e sua turma em um game para uma plataforma Nintendo atual. Quem nunca desejou em uma dessas últimas edições da E3 um retorno da raposa no Wii que atire a primeira pedra... Pois bem, nossa fome será logo saciada – ou quase isso.

Em meio a todo alvoroço em torno do anuncio de seu novo portátil, o Nintendo 3DS durante a E3 2010, foi anunciado um remake do jogo mais bem avaliado da franquia: Star Fox 64. Eleito pelo Guinness World Records Games's Edition em 2009 como o 45º melhor jogo de todos os tempos, parece uma boa pedida trazer a série para as gerações atuais, com um capítulo totalmente remasterizado e em 3D.

A mudança mais óbvia neste remake obviamente é gráfica. Embora ainda longe do que o portátil pode proporcional, percebe-se um trabalho competente na parte visual do game, com texturas modernas e cenários incrivelmente detalhados. Os efeitos na água quando sobrevoamos o oceano são particularmente impressionantes e suaves. As ondas são bastante expressivas e brilham com efeitos de iluminação sofisticados, dignos de uma geração atual em portáteis.



O mesmo se aplica aos estágios de gelo e lava, simplesmente sensacionais! O tratamento dado aos modelos dos personagens não fica atrás se comparado aos cenários refeitos para esta versão. De acordo com os produtores, foram todos remodelados do zero e estão anos-luz daqueles polígonos desajeitados, característicos do Nintendo 64. Reclamar da parte visual do jogo é querer radicalizar, já que a proposta, como em Ocarina of Time 3D, é aliar nostalgia a tons de modernidade, tentando agradar aos velhos e aos novos.

No que se refere ao gameplay, praticamente tudo foi mantido - pelo menos na campanha. A posição dos inimigos, os pontos fracos dos chefes, as passagens secretas... A grande novidade está nos controles, que podem ser os tradicionais ou os que usam os sensores de movimento do 3DS. Inclinando o console você pode fazer as mais variadas manobras, o problema, na verdade, é que essa opção quase que exclui o 3D, já que a movimentação angular do console acaba dificultando a visualização do efeito. No caso de escolher a forma mais tradicional, o jogador terá em mão uma das mais notáveis experiências com estereoscópio no portátil. Tudo isso a uma taxa de frames constante e bem maior que a original.

O áudio do game foi também retrabalhado, mas não se preocupe. A trilha sonora será a mesma usada no original, inclusive as dublagens dos personagens. A Nintendo se deu ao trabalho de reunir todo o elenco de vozes do original, para trazer de volta todos os jargões clássicos com uma qualidade mais consistente. A tela de toque mostrará legendas e a imagem dos personagens que se comunicará com você durante o jogo.

De fato, o remake se reinventa mesmo no modo multiplayer. Acrescentando ao original, a opção agora traz três modos: Survival, Score Attack and e Time Attack. O primeiro é baseado na eliminação dos seus adversários. Já os outros dois se baseiam na pontuação e no tempo, respectivamente, para definir o vencedor. Embora com fórmulas um pouco diferentes, no fim das contas, a simplicidade lógica de qualquer shooter é mantida: atire em tudo que se move e proteja-se. Outra novidade legal é que a câmera da frente do portátil filmará o jogador e colocará sua imagem, em tempo real, dentro do jogo. Assim, será fácil identificar sua nave ou lhe permitir tirar aquele sarro das situações mais inusitadas que são comuns em qualquer multiplayer. Ao todo são quatro fases diferentes.



Pela própria natureza do jogo, o acréscimo mais ansiado no multiplayer pelos jogadores era mesmo um modo online que, por motivos não convincentes, e para tristeza de muitos, ficou de fora desta versão. Para tentar compensar essa falta, será possível jogar utilizando apenas um cartucho no modo multiplayer, e isso é sim grande coisa e no fim das contas, para muitos, acaba sendo uma troca justa, embora o ideal fosse a opção de ambos os recursos para uma experiência mais completa e satisfatória. De uma forma ou de outra, mergulhar em um dos clássicos mais bem aclamados do gênero, totalmente em 3D e remasterizado, será um privilégio satisfatório. É uma ótima oportunidade para quem nunca sequer jogou o original e uma bela desculpa para quem esperava mais conteúdo para adquirir o portátil. Aos fãs de longas datas da série que já não agüentam esperar, em pouco mais de um mês tudo será recompensado. O game está previsto para as Américas no dia 9 do próximo mês.


expectativa:



comentários
Nenhum comentário encontrado.

Apenas usuários cadastrados podem comentar.

Se deseja realizar seu cadastro, clique aqui.

Login de usuário


Lembrar?

prévias recentes
Mario Maker
wiiu    7
Splatoon
wiiu    11
Hyrule Warriors
wiiu    7
Mario Kart 8
wiiu    5
Sonic Lost World
wiiu    13
Wii Party U
wiiu    8