Carregando
Lembrar? | Esqueci a senhaCadastrar
análise • switch 
Superbeat: XONiC
Escrita por Luis Guilherme Machado Camargo

Superbeat: Xonic é um jogo de ritmo desenvolvido pelos criadores da série DJ Max e que foi originalmente lançado para o Vita. Desde então, o jogo recebeu versões para PlayStation 4 e Xbox One, e agora chega ao Switch. O port em si é praticamente perfeito, sem problemas de desempenho em qualquer modo e várias músicas DLC adicionadas. As maiores vantagens e desvantagens dessa versão são devidas ao próprio Switch e ao modo como o jogo funciona.

Superbeat: Xonic é, assim como seu predecessor, DJ Max, um jogo de ritmo bastante complexo e que requer bastante coordenação motora dos jogadores em níveis mais avançados. A jogabilidade consiste de notas comuns nas posições alta, média e baixa (apenas duas posições em dificuldades menores) e os analógicos direcionados para cima e para baixo. As notas surgem no centro da tela e se movimentam para os cantos direito ou esquerdo, sendo que o jogador também deve se atentar a isso e pressionar o botão correspondente no lado correto (nota no lado direito, logo botão direito).

É possível jogar utilizando a tela de toque, no entanto, a mesma não fornece a precisão necessária para que se torne um método de controle viável e, infelizmente, também não é possível customizar os botões para fornecer uma experiência mais adequada para cada jogador. Esses problemas já existiam desde a versão de Vita, mas são ainda mais graves no Switch devido ao seu formato.

Devido ao tamanho e resolução da tela do Switch, é muito mais fácil de observar e reagir às notas se comparado com a versão de Vita e a possibilidade de se jogar em uma TV também equipara essa versão com as de PS4 e Xbox. No entanto, o fato do controle do Switch não ser simétrico faz com que seja um grande desafio se adaptar a essa versão e o jogador é induzido ao erro diversas vezes quando as notas variam rapidamente entre o uso dos botões comuns e do analógico.

A trilha sonora tem uma variedade impressionante de gêneros, portanto, dificilmente alguém gostará de todas as músicas, mas deve encontrar um subconjunto delas que, pelo menos, agradem. Esta versão conta com mais de 60 músicas que possuem múltiplas dificuldades e, além disso, ainda há um modo de desafios em que você deve completar uma música ou uma sequência delas com um número limitado de erros ou acertar uma sequência de notas e mais.

Veredito

Superbeat: Xonic é um ótimo jogo de ritmo e é um ótimo port, mas que não foi bem adaptado para as características únicas do console. A grande variedade de músicas e dificuldades, no entanto, tornam o título recomendado para fãs de jogos de ritmo.  

Jogo analisado com código fornecido pela PM Studios.


7,5
COMENTáRIOS • site
Akise Aru
04/12/2017 s 04:16
Um acessório próprio resolveria todo esse problema de jogabilidade.
Nior
01/12/2017 s 23:05
não acho que seria certo mudar as notas das músicas só pra ficar mais fácil no switch, na verdade as notas que usam elas costumam ser confusas mesmo no controle do Vita. Eu mesmo precisei "decorar" em várias situações e tenho certeza que, não tendo jogado há meses, se voltasse hoje teria que reaprender muita coisa

Arus, é uma jogabilidade como a de qualquer DDR ou Guitar Hero, só que por algum motivo inventaram que as notas viriam em perspectiva do fundo da tela para fora, o jogo envolve seis notas (duas pra cima, duas pra baixo e pra cada lado), e tem notas analógicas que envolvem ou bater rapidamente nelas para cima ou para baixo, ou segurar em uma direção e depois alterná-la. Na prática é mais confuso que na teoria
Arus
01/12/2017 s 22:42
Não entendia a jogabilidade desse jogo e continuo sem entender, talvez só jogando pra saber mesmo
Quanto ao controle do Switch ser assimétrico e atrapalhar, esse seria um problema no xbox também

Apenas usuários cadastrados podem comentar.

Se deseja realizar seu cadastro, clique aqui.

COMENTáRIOS • facebook
análises recentes
switch
switch
switch
switch