Carregando
Lembrar? | Esqueci a senhaCadastrar
análise • switch 
Super Mario Odyssey
Escrita por João Victor de Araujo (Valeyard)

Parece que realmente 2017 é o ano da Nintendo. Depois de reinventar Zelda com louvor e lançar um console que está voando das prateleiras, chegou a hora de Mario ter sua maior aventura até então.

Super Mario Odyssey, exibido ainda no vídeo de revelação do Switch, é um game que leva o encanador de volta às origens dos jogos da franquia em três dimensões, resgatando a fórmula de exploração ao invés dos elementos de plataforma. Talvez por isso Odyssey ecoe tanto o Super Mario 64 e parece ser o seu tão aguardado sucessor. Do retorno de Pauline a inclusão de momentos em que o clássico 2D em 8 bits se mistura ao 3D, a nostalgia rola solta no jogo.

A história do jogo é simples e envolve, novamente, o rapto da Princesa Peach pelo Bowser, mas dessa vez o vilão pretende se casar com a princesa e, para isso, embarca em seu navio voador para viajar através dos reinos para coletar tudo o que irá precisar, do vestido de casamento ao bolo. Dessa forma, Mario vai ter que se juntar a um chapéu que lhe dá a estranha capacidade de possuir as coisas ao seu redor e partir atrás de Bowser para impedir que o casamento aconteça, reunindo Power Moons espalhadas pelos reinos para abastecer a sua nave, a Odyssey. Uma das coisas mais curiosas é que por mais que a trama seja simples como sempre, os desenvolvedores conseguiram incluir pequenas reviravoltas que vão te pegar desprevenido e arrancar algumas risadas.

Divertido de se jogar do começo ao fim, a jogabilidade de Odyssey é divertida e fluída, principalmente para quem estiver disposto a jogar o game com os Joy-Cons separados, como recomendado na tela inicial. Se arremessar Cappy de lá para cá não só é intuitivo, como também ajuda a imergir ainda mais nesta experiência, os comandos clássicos retornam mais afiados e precisos do que nunca, auxiliados pela física bem regulada do jogo.

Aliás, Cappy merece um parágrafo só seu. O personagem-chapéu que permite a Mario possuir os mais diferentes objetos, inimigos e até itens do cenário dá um novo ar à franquia e insere elementos de gameplay novos a cada possessão, tornando o leque de possibilidades de exploração e resolução de problemas praticamente infinito. Foi mais um dos grandes acertos da Nintendo para, inclusive, explorar velhos conhecidos do bigodudo e subverter regras clássicas da franquia, duvido que você pulará tão rápido na cabeça de um Goomba novamente.

A curva de dificuldade do jogo é bem balanceada. Por um lado, jogadores casuais ou que estejam jogando Mario pela primeira vez não terão grandes empecilhos para concluir a história central do jogo e se divertir em todos os reinos principais. Por outro, jogadores em busca de uma experiência mais hardcore vão querer arremessar o Switch longe depois de tentar passar pelos conteúdos desbloqueado após a campanha principal ou de tentar pegar todas as luas espalhadas pelo mundo.

O design de cada local é único e as inspirações são diversas, mas soam coesas juntas, e enchem os olhos a cada segundo em tela, seja na TV ou no tela do próprio Switch. Os reinos não só são únicos por trazerem diferentes ambientes, mas também pelos seus moradores, sempre carismáticos, e pelos pequenos detalhes criados que te dão a sensação de que a vida local segue mesmo quando você parte para o próximo mundo. Aliás, a proposta de uma grande odisseia combina perfeitamente com o Mario e fará você se encantar por cada reino, inclusive te fazendo visitar as lojas do jogo para comprar as lembrancinhas e roupas e ter guardado todos os detalhes da viagem. Outro dos grandes destaques do jogo é a sua trilha sonora. Genial como sempre, as músicas de Odyssey casam perfeitamente com o espírito do jogo e, inclusive, ganham momentos em que brilham ainda mais e que certamente vão emocionar qualquer nintendista. Aliás, a inclusão de vozes nos temas principais do jogo parece ter vindo no momento certo.

Com tantos elementos bem amarrados e polidos, não há um ponto negativo sequer a comentar sobre o jogo. Tudo está em seu devido lugar para festejar a tradição e o ineditismo característicos da franquia, afinal, Odyssey é a grande celebração de mais de 3 décadas de jogos bem feitos e que marcaram gerações. Pelo jeito, Mario ouviu Pauline e deu o seu maior pulo até então, se imortalizando, mais uma vez, na história dos videogames.

 

 

Veredito

Título obrigatório na biblioteca de qualquer dono de Switch, Super Mario Odyssey é um jogo único que brilha ao saber apresentar novas mecânicas ao mesmo tempo em que celebra toda a história de uma das franquias mais icônicas da Nintendo. Do gameplay ao visual, da trilha sonora ao carisma dos personagens, tudo está polido ao máximo para deixar um sorriso bobo estampado na sua cara enquanto você explora as infinitas possibilidades de Odyssey.


10,0
COMENTáRIOS • site
Patolouco
16/11/2017 s 10:18
Não poderia ser outra a nota.
Akise Aru
16/11/2017 s 05:35
@m_landa os únicos haters que criticam SMO são os sonistas.
m_landa
16/11/2017 s 01:57
@Israel sim...um absurdo um portal tão tradicional como esse, não receber apoio da BigN. É muito triste a Nintendo estar num momento tão bom, mas fora do mercado brasileiro.
.
Quanto ao jogo, excelente mesmo, ótima análise. O jogo é lindo, perfeito e enorme.... fiquei ABSURDADO com a quantidade de conteúdo adicional depois de terminar a história. A jornada já é longa e épica, e quando você termina, praticamente desbloqueia um jogo novo (3 reinos novos e muitas novas Luas nos outros reinos, fora jogar com Yoshi e trilhões de easter eggs). Um verdadeiro SOCO na cara de empresas como EA, Capcom e Actvision.
.
Estou na etapa de querer jogar o game na parede (Darker side...)..nossa não sentia isso desde os SNES haha Solto uma gargalhada histérica cada vez que vejo alguém criticando Odyssey por "ser muito fácil"... é claramente um hater (sonysta, caixista ou master Race) que nem jogou o jogo falando m3rd@
IsraelMedeiros
15/11/2017 s 23:53
Triste q não vi nenhuma nota no fim da análise falando q o jogo foi cedido pela nintendo para analise do mesmo jeito que os demais jogos analisados pelo site
Creikt
15/11/2017 s 20:58
Artigo de melhor jogo do ano é necessário, esse ano teve muito jogo bom
diga
15/11/2017 s 17:20
Depois de comprar o Switch vai ser difícil escolher qual comprar primeiro, Zelda ou Mario
dns
15/11/2017 s 15:36
O site vai ter algum artigo de melhor jogo do ano?
Kayrie
15/11/2017 s 14:13
@Valle azar o seu xD
Valle
15/11/2017 s 13:08
Meh.
Quem sabe um dia.
Predador
15/11/2017 s 12:31
A vontade de entrar no vermelho e comprar o Switch por causa desse jogo é grande.
Wiivolution
15/11/2017 s 12:07
%C t udo está polido ao máximo para deixar um sorriso bobo estampado na sua cara enquanto você explora as infinitas possibilidades de Odyssey. %C

Exatamente assim que fico enquanto jogo..com sorriso bobo estampado na cara kkkk minha esposa chegou a rir de mim falando que pareço criança feliz jogando

Ótima análise e nota mais do que justa!!!

Apenas usuários cadastrados podem comentar.

Se deseja realizar seu cadastro, clique aqui.

COMENTáRIOS • facebook
análises recentes
switch
switch
switch
switch