Carregando
Lembrar? | Esqueci a senhaCadastrar
análise • 3ds 
Pokémon Battle Trozei
Escrita por Thiago de Alencar Moura

É difícil falar em jogos casuais em 2014 e não entrar no gênero de “Match 3s”. A fórmula eternizada por Bejeweled e que acabou se tornando sinônimo de jogos free-to-play (principalmente jogos de facebook) com Candy Crush Saga e suas variações. Sabendo se aproveitar como ninguém de puzzles misturados a suas franquias (vide Dr. Mario), a Nintendo lançou o 2° jogo da franquia Pokémon Trozei no último dia 20 de Março.

Combinando a máxima clássica da franquia Pokémon com as mecânicas comuns do gênero, Battle Trozei lhe convida a andar por diversos cenários (incluindo sua própria variação da Safari Zone, chamada aqui de Safari Jungle), combinando diversas peças, cada qual representando uma espécie diferente de Pokemon e derrotando seus adversários (representados por um Pokemon com uma certa barra de energia) para capturá-los.

 

 

 

As mecânicas do jogo são bem simples, tirando todo e qualquer controle dos botões e os concentrando apenas na tela de toque do 3DS. O jogador faz combinações que representam ataques do tipo do pokémon da primeira combinação (aqui arepresentados apenas com seus tipos principais, sem dual-types), com cada combo seguinte aumentando a força do ataque.

Sendo Pokémon, naturalmente, é fundamental saber se aproveitar dos tipos para aumentar o dano causado e, consequentemente, os pontos. O jogo possui ainda um modo “trozei”, ativado após uma combinação específica de combos, que simplifica as combinações (o mínimo passa a ser de duas peças), aumenta o poder dos ataques, começa a liberar Dittos no tabuleiro (o “coringa” do jogo) e abre a possibilidade de limpar a tela.

 

Destaca-se o fato de que o jogo não coloca todos os 718 pokémon a sua disposição, sendo todos capturados em uma ordem x. Alguns pokémon só aparecerão em determinadas áreas se uma série de pré-requisitos forem atingidos em uma das “batalhas”, seja um número mínimo de combos, de pontos ao longo da partida ou de telas limpas. O jogo atribui ainda uma nota a cada partida, bloqueando algumas fases até que você capture um número mínimo de Pokémon daquela área ou atinja uma pontuação total específica.

Mesmo com algumas medidas para tentar deixar o jogo um pouco desafiador, os inimigos te atacam periodicamente, podem aparecer em grupo e até mesmo ocupam uma parte do tabuleiro para complicar as suas combinações, mas, o desafio mesmo, fica em tentar alcançar a maior pontuação possível e a maior sequência de combos.

 

 

O jogo conta ainda com um modo multiplayer que se resume a enfrentar algum adversário em uma batalha para ver quem consegue a maior combinação e derrotar antes o adversário. Nada muito inovador, mas o próprio gênero não abre muito espaço para isso, ficando o destaque negativo para o fato do multiplayer ser apenas local.

O visual, mesmo bonito, ainda é bem simples, com destaque ficando para as animações de ataque (nada muito diferente da franquia principal) e para os cenários. A trilha sonora não foge do que já é costume na franquia, não deixando qualquer dúvida de se tratar de um jogo da série.

 

 

Veredito:

Embora tenha uma quantidade de conteúdo muito grande pra um jogo relativamente pequeno, Pokémon Battle Trozei pode acabar se tornando bem repetitivo para quem não é fã de puzzles e, principalmente, para quem não gosta de Match 3s. É uma boa diversão para passar o tempo em uma fila sem ter que se importar com a história, mas não vai muito além disso.

7,0
COMENTáRIOS • site
GerusBlade
30/04/2014 s 05:53
V Eu e minha mãe tirava mów racha no Pokémon Puzzle, e ela era boa véi, ficavamos horas e horas jogando e o tempo passava e chegava a hora dela fazer janta rsrs, era divertido. Minha mãe jogava muito N64 e gostava de ver eu jogar Zelda e Paper Mario.
McKnife
29/04/2014 s 03:01
V Caraca, somos dois. Minha mãe adorava jogar o Puzzle League comigo, apesar de eu sempre ganhar XD
GerusBlade
15/04/2014 s 01:44
Ainda prefiro Pokémon Puzzle, jogava muito com minha mãe no multiplayer.
Chico_BR
11/04/2014 s 16:04
Comprei e joguei bem pouco, estava jogando outras coisas. Achei divertido, é legal ter um puzzle desse tipo pra passar o tempo entre um jogo e outro.
ferrers405
10/04/2014 s 15:30
Curto e fácil para terminar e difícil para completar, é aquele tipo de jogo que não é muito bom, mas vicia e você sempre joga mais um pouco.
Pbmn
09/04/2014 s 17:08
Eu baixei esse jogo, o legal dele não é simplesmente chegar no final e zerar, tem os pokémons secretos que só aparecem para batalha somente se um objetivo secreto for cumprido, que geralmente é bem difícil de se descobrir(o que foi mencionado foram os objetivos fáceis, para capturar por exemplo o shedinja, vaporeon, flareon, jolteon, jirachi, deddene, sylveon entre outros, é necessário usar suporter pokémons bem específicos).
Eu achei o jogo bem fácil, mas pra zerar 100%, só tendo a capacidade de ver diretamente a sombra e saber qual é o respectivo pokémon, seu tipo, fraquezas e resistências para fazer ele aparecer.
Emissario
09/04/2014 s 08:23
uma porcaria de jogo. Nem de longe tem a mesma diversão e adrenaliona que Pokemon Puzzle league.

Apenas usuários cadastrados podem comentar.

Se deseja realizar seu cadastro, clique aqui.

COMENTáRIOS • facebook
análises recentes
switch
switch
switch
switch