Carregando
análise › 3ds 
Retro City Rampage DX
escrita por Caio Teixeira Brandão

Este jogo é uma paródia" surge escrito na tela ao iniciar Retro City Rampage DX, versão definitiva do título lançado pela VBlank Entertainment para PC e consoles em 2012 (e disponível no Wiiware apenas em 2013). Como o próprio título sugere, o estilo gráfico 8-bit adotado para apresentar a aventura do personagem (denominado de Player) pela cidade de Theftropolis é repleta de referências retrô. A inspiração explícita em determinados personagens da cultura pop dos anos 80, especialmente nos videogames clássicos da Nintendo, Atari e Sega constitui parte importante da experiência nostálgica proposta pelos desenvolvedores, embora a jogabilidade se assemelhe principalmente aos primeiros títulos da franquia Grand Theft Auto. A simplicidade das missões chega a ser motivo de piada entre os próprios personagens, que apontam inconsistências no enredo repleto de clichês.


Ao roubar uma máquina do tempo em roubar uma máquina do tempo em forma de cabine telefônica, o jogador é teletransportado para o ano de 20XX e deve reunir as peças necessárias para ajudar Doc Choc a consertar a máquina, quebrada pelo próprio personagem durante a viagem. Essa é a premissa que orienta o jogador em sua aventura pela cidade de Theftropolis, na qual é possível optar por cumprir as missões e prosseguir na história, participar de Arcade Challenges ou simplesmente "tocar o terror". A cidade de Theftropolis é repleta de lojas, nas quais é possível comprar armas e veículos ou personalizar o jogador, com cortes de cabelo, tatuagens e chapéus (uma opção de cada vez). Destaque também para os mini-games indies presentes no Arcade da cidade, inspirados em Super Meat Boy e Bit.Trip Beat.

A versão de 3DS foi reformulada para ser menos punitiva e recebeu mais checkpoints ao longo das missões, o que pode ser visto por alguns como uma diminuição do nível de dificuldade, mesmo assim o contador negativo de vidas (o registro da quantidade de mortes do jogador) ainda pode se elevar, devido à impiedade de algumas missões. A adição do mapa e demais informações na tela de toque do portátil facilitam a localização na cidade, embora seja necesário manter os olhos na estrada enquanto se dirige, para não atrair a atenção desnecessária da polícia ou arriscar cair na água, o que causa morte instântanea. O jogo apresenta uma quantidade variada de veículos, alguns utilizados apenas em missões específicas, mas que possibilitam ao jogador dirigir de forma frenética pela cidade, sem respeito algum aos pedestres ou leis de trânsito. Ao causar confusão pela cidade, o nível de ameaça se eleva e a polícia inicia a tentativa de "contenção" do jogador, proporcional ao estrago causado. Para despistá-los, basta encontrar uma Cop Coin, distribuídas em alguns pontos da cidade ou após eliminar três ou mais policiais, que fornece alguns segundos de inivisibilidade às autoridades.

Embora simples, a maioria das missões fornecem certa liberdade ao jogador para escolher a arma certa para cumpri-las, dentre as diversas opções de poder de fogo e alcance. Ao longo do Story Mode, é possível desbloquear novas armas, power-ups e personagens para o modo livre, o que aumenta a longevidade do título. Os power-ups são uma experiência à parte, claras referências à itens como o Racoon Mario ou as Pegasus Boots e que fornecem habilidades semelhantes ao jogador em Retro City, incrementando a jogabilidade e as possibilidades de diversão. Existem ainda diversos códigos, loot bags e telefones escondidos pela cidade, que permitem ao jogador desbloquear itens e novas habilidades.

Veredito

Retro City Rampage DX é um jogo curto e simples, porém o uso inteligente e desmedido das referências aos anos 80 e as atualizações e melhorias da versão portátil prometem tornar a experiência única e inovadora, digna de uma segunda experiência, agora mais completa e mais barata que as versões para console, com previsão de conteúdo adicional gratuito em breve.




8,0


comentários
Big Bossman
26/02/2014 s 18:33
Parece ser muito bom, adoro esses jogos retros, vou pegar a versão do 3DS!
Tokii
21/02/2014 s 12:27
Então posso assumir com certeza de que essa é a melhor versão do jogo?
Caiotbran
19/02/2014 s 09:25
@Ledig
A jogabilidade recebeu alguns ajustes, como poder pular enquanto atira e melhorias no travamento da mira, as missões e os arcade challenges foram reformulados. Na touchscreen aparecem o mapa, as informações sobre as armas e a rádio. Há a previsão de conteúdo adicional, como noticiado aqui no site.
NicMDS
19/02/2014 s 01:04
Tem bastante coisa extra pelo que li noticiado aqui mesmo no Wii Brasil, tipo o bonus ROM City Rampage, versão protótipo do jogo incluido. E que aparentemente foi feita para "literalmente rodar em um NES".

Comprei o jogo hoje, é simplesmente perfeito para se jogar no 3DS. Modos divertidos para jogar em qualquer lugar e a campanha também não deixa a desejar. O gameplay e a jogabilidade portátil parecem ter sido feitas para o 3DS!

Curti muito, recomendo totalmente a compra para qualquer um. O game é engraçado e tem MUITA referência a outros jogos, já vi VÁRIAS e estou com só uns 7% do jogo.
Ledig
18/02/2014 s 10:59
Queria que tivessem falado mais sobre as diferenças da versão de 3DS, realmente só é mais facil? Tem mais coisas na tela touchscreen? Não muda nada a jogabilidade? Não tem algo extra? Afinal é a versão "Deluxe" do jogo '-'
Shin
17/02/2014 s 19:29
Esse jogo é muito bacana e engraçado. Tenho ele no PS3/Vita.

Apenas usuários cadastrados podem comentar.

Se deseja realizar seu cadastro, clique aqui.

Login de usuário


Lembrar?

análises recentes
SteamWorld Dig
wiiu    2
Shut the Box
wiiu    5
Master Reboot
wiiu    4
Mario Kart 8
wiiu    57
Shovel Knight
wiiu    6
Bravely Default
3ds    10
Child of Light
wiiu    13
Cube Tactics
3ds    4